-- Global site tag (gtag.js) - Google Ads: 800368142 -->
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Dedicados em salvar vidas, os médicos são profissionais responsáveis por cuidar da saúde das pessoas, o que torna tal profissão essencial a todos os indivíduos. Para celebrar este trabalho, todo dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico.

Essencial para a saúde das relações trabalhistas, o médico do trabalho é voltado para as relações entre homens e mulheres trabalhadores e seu trabalho, com o objetivo de não só prevenir acidentes e doenças, bem como promover a saúde e a qualidade de vida.

Trata-se de um ramo da medicina que tem o objetivo de assegurar ou facilitar aos indivíduos e ao coletivo de trabalhadores as melhores condições de saúde física e mental, prezando pela interação saudável seja no seu ambiente social e ou de trabalho.

O médico do trabalho é responsável por fazer um diagnóstico da capacidade do candidato a exercer determinada função e também, por reavaliar de maneira periódica o estado da saúde dos colaboradores, com destaque para os riscos ocupacionais aos quais todos os trabalhadores estão expostos.

Este profissional age orientado a prevenção e a assistência do colaborador vítima de acidente, doença ou de incapacidade relacionadas ao trabalho e, também, para estimular a saúde, o bem estar e a produtividade dos trabalhadores, suas famílias e a comunidade com que interagem.

O ato de prevenir doenças ocupacionais ou do trabalho, além de reduzir suas complicações é um direito do trabalhador, assegurado em Constituição e significa maior produtividade para qualquer empresa, reduzindo com isso, faltas no trabalho, remanejamentos ou até mesmo possíveis trocas de funções.

A preocupação com aspectos ligados à saúde e segurança do trabalho é relativamente nova, se comparadas à medicina tradicional. No passado recente, não se pensava em segurança nos ambientes de trabalho.

“Não existia medicina do trabalho, no passado. Trata-se de uma especialidade que apareceu há 30 ou 40 anos atrás e antes, não era se quer considerada como uma especialidade. O que se fazia era um cuidado com prevenção de acidentes em si”, explica Dr. Clóvis Balbinot, médico com mais de 50 anos de atuação.

As empresas estão a cada dia, mais conscientes sobre a importância da medicina e do médico do trabalho, um profissional que é responsável por não só olhar para as vantagens e para a sobrevida do trabalhador, mas também para que a empresa entenda que quanto mais se cuidar da saúde do trabalhador, mais ele vai ter vida útil e menor será a incidência de problema.

Embora tenha surgido tão tarde, hoje, a medicina do trabalho representa um grande avanço e não são poucas as pessoas que são surpreendidas com uma doença que nem imaginavam que tinha e que com os exames periódicos, vieram a descobri-las, em fase inicial, podendo trata-las com tranquilidade e permanecer saudável. “Não é a toa que atualmente, a medicina do trabalho é uma especialização de estudo, uma área da medicina que vai procurar o doente quando o doente não procura o médico”, finaliza Dr. Clóvis.


Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

Open chat
1
Fale com nosso setor comercial! Como podemos te ajudar?