O temido GRO/PGR e as mudanças na SST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O temido GRO/PGR e as mudanças na SST

Tenho participado em várias lives, treinamentos e debates sobre a incerteza, dúvidas, expectativas do GRO e PGR, em atendimento aos requisitos da NR-01, assim como, o atendimento as demais mudanças propostas pelas demais Normas Regulamentadoras.

Vivemos um momento muito interessante nas atualizações de legislações e normas aplicadas a saúde e segurança dos trabalhadores, com isto, sendo fortalecido cada vez mais a atuação dos profissionais de SST que atuam nas empresas, em consultorias, treinamento e demais serviços.

O momento é muito bom para refletirmos que toda esta mudança tem um único propósito de cuidar dos trabalhadores, de sua saúde e integridade física.

Para as empresas um momento oportuno para a implantação de um sistema de gestão de saúde e segurança do trabalho consistente, reduzindo seus riscos do negócio como um todo e lógico os cuidados com o seu maior patrimônio que são as pessoas.

Para os profissionais do SESMT uma oportunidade de aprendizado, capacitação e realizações profissionais, porém com novos desafios para o entendimento e implantação destas mudanças que estão ocorrendo, atualmente com uma maior velocidade, comparada aos anos passados. Momento este de oportunidades na busca do conhecimento.

Muitos ganhos para a sociedade, comunidades, pois uma gestão de SST, além de trazer melhores condições a qualidade de vida, também trará reduções monetárias, quanto a indenizações, multas, ações retroativas e outros ganhos de difícil mensuração, como a imagem da empresa.

Do misterioso GRO/PGR é muito simples o conceito, lógico trabalhoso, porém assertivo e seguindo a tendência mundial, ou seja, com a implantação da gestão em SST, com base na ISO 45001, originada da BS8800, passando pela OSHAS 18001 e agora com aceitação mundial e editada pela ISO.

Como seguir para a implantação do GRO/PGR, siga o modelo da norma ISO 45001 e com certeza você profissional de SST terá muito sucesso!

 

\"\"Ms. Roberto Serta
Graduação em Engenharia Mecânica (UNESP, 1983), Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho (UTFPR,1999), Mestrado em Engenharia Civil (UTFPR, 2012). Professor, desde 2004, nos Cursos Técnicos de Segurança do Trabalho e Especializações em Engenharias, nas instituições: PUCPR, SENAIPR, UTFPR, UP, UNIUV e INSPIRAR. Publicou artigos em revistas e congressos científicos, autor do Livro Segurança em Altura na Construção Civil (PINI, 2013). Atuou em Gestão Industrial, coordenando atividades de Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Engenharia de Instalações e Manutenção, Manufatura, em empresas multinacionais e nacionais do segmento metal/mecânico e alimentício.  Atuou como conselheiro da Câmara especializada em Engenharia de Segurança do Trabalho no CREAPR, foi Coordenador do CDER-Regional e Presidente da Associação Paranaense de Engenheiros de Segurança (APES) e atua como Conselheiro da APES e SOBES. Em 2017 foi homenageado pelo CREAPR como profissional de carreira destaque. Também atua como sócio proprietário da empresa Roka Engenharia, em Curitiba-Pr.

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

 

 

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter: