-- Global site tag (gtag.js) - Google Ads: 800368142 -->
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

O Governo Federal passou a permitir, a partir da publicação no DOU da Portaria nº 211, de 11 de abril de 2019,  a emissão digital de documentos de Segurança e Saúde do Trabalho, tendo tais materiais validade garantida por uso de certificação digital, desde que de acordo com os parâmetros da Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP).

A Portaria nº 211, que trata da assinatura e guarda eletrônica de documentos de SST, traz facilidades e agilidade ao dia a dia das empresas, já que permite a digitalização dos materiais para melhoria do tempo de busca e manuseio dos mesmos, além de possibilitar um melhor aproveitamento do espaço físico, pois, uma vez que os conteúdos precisam ficar armazenados, mas podem ser utilizados de forma digital, não necessariamente precisarão estar guardados na sede das empresas, ou em locais de acesso imediato.

As novas regras valem para documentos como Programa de Controle de Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR, Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Civil – PCMAT, Programa de Proteção Respiratória – PPR, Atestado de Saúde Ocupacional – ASO, Programa de Gestão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente do Trabalhador Rural – PGSSMTR, Análise Ergonômica do Trabalho – AET, Plano de Proteção Radiológica – PRR, Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfurocortantes, Certificados ou comprovantes de capacitações contidas nas Normas Regulamentadoras e Laudos que fundamentam todos estes documentos.

Também é possível, segundo o inciso XIII da Portaria 211, gerar e assinar de forma digital os documentos obrigatórios de acordo com o segmento de atuação/ramo de atividade de cada estabelecimento (artigo 200, Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943).

E ainda mais importante do que conhecer as facilidades trazidas por esta portaria, é saber, de fato, como avançar a empresa para o nível 4.0 em gestão de SST. Não basta saber dos recursos de digitalização: é necessário contar com ferramentas para utilizá-los da melhor forma, com agilidade e otimização de tempo, pessoal e orçamento.

Isto é possível por meio do RSData, que oferece um módulo de BPM/Workflow com Gestão Eletrônica de Documentos. Tal recurso é ideal para que a empresa entre na era 4.0, através da padronização e maior controle de seus processos, compartilhando ações e informações gerenciando tarefas e prazos, com alertas de ações aos participantes da equipe. Dando mais agilidade, rapidez e organização as ações cotidianas

A ferramenta de BPM/Workflow com Gestão Eletrônica de Documentos do RSData agrega, para empresas dos mais variados segmentos e portes, vantagens como:

– Agilidade e rapidez na gestão de Processos, com Priorização Drag-and-Drop

– Workflow e Integração de Processos Personalizados com Tarefas Multidirecionais

– GED – upload e download de arquivos com alerta de prazos

– Níveis de acesso para proteção das informações

– Envio de arquivos por e-mail

– Roadmap – Bússola gerencial com alerta ao usuário do estágio do processo

– BI com extração de Informações e com evidências e histórico de processos

– Acesso 100% online, com Integração a outros módulos do RSData para uma gestão completa de SST

Tecnologia, segurança, gestão, qualidade e agilidade sempre à mão. Contate-nos!

 

 


Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

Open chat
1
Fale com nosso setor comercial! Como podemos te ajudar?